sexta-feira, 11 de abril de 2014

 

Quem conhece Edu Lobo? Ou quem sabe quem criou ARRASTAO e PONTEIO?

 Lendo UMA NOITE EM 67 – POR RENATO E RICARDO CALIL e as ENTREVISTAS COMPLETAS COM OS ARTISTAS QUE MARCARAM A ERA DOS FESTIVAIS. A gente volta  ao tempo.
Quem conhece EDU LOBO ?
EDU LOBO  EM 1967 COM APENAS 24 ANOS TORNOU SE BICAMPEAO DOS FEITVAIS Com  a música Ponteio DEFENDIDA POR ELE PROPRIO . E EM 1965 COM  21 anos Arrastão de parceria com Vinicius de Morais fez também CANÇAO DO AMANHECER E ZAMBI.
 Fazer música: Era uma coisa da minha alma. Juventude as vezes da uma certa sabedoria pra gente.
Tem muita gente que ganhou e sumiu depois. Você ganha em um momento, é uma exposição boa para você, as pessoas o reconhecem, mas o que vai determinar sua vida é o que você faz com ela depois. Com a vida inteira.
Fora isso eu sempre tive o sonho de estudar pra valer. Queria aprender a orquestrar  a ler escrever musica.
Nunca nenhuma melodia veio atrás de mim. Você procura a musica.. Tem a ver com a composição com a musica sob todas as formas.. Não só a musica que faço, mas a musica que ouço também.
 Com PONTEIO eu tinha um sonho de que essa musica permanecesse. Hoje em dia ela, é das que mais funcionam para as pessoas. Cantam comigo. Cantam a musica inteira. Gente de dezoito, de vinte de noventa anos. As pessoas cantam. Nãos sei como foi isto. Ela foi indo.

Ponteio
Edu Lobo  VENCEDOR DO FESTIVAL DE 1966
CANTADA POR  JAIR RODRIGUES
Era um, era dois, era cem
Era o mundo chegando e ninguém
Que soubesse que eu sou violeiro
Que me desse o amor ou dinheiro...
Era um, era dois, era cem
Vieram prá me perguntar:
"Ô voce, de onde vai
de onde vem?
Diga logo o que tem
Prá contar"...
Parado no meio do mundo
Senti chegar meu momento
Olhei pro mundo e nem via
Nem sombra, nem sol
Nem vento...
Quem me dera agora
Eu tivesse a viola
Prá cantar...(4x)
Prá cantar!
Era um dia, era claro
Quase meio
Era um canto falado
Sem ponteio
Violência, viola
Violeiro
Era morte redor
Mundo inteiro...
Era um dia, era claro
Quase meio
Tinha um que jurou
Me quebrar
Mas não lembro de dor
Nem receio
Só sabia das ondas do mar...
Jogaram a viola no mundo
Mas fui lá no fundo buscar
Se eu tomo a viola
Ponteio!
Meu canto não posso parar
Não!...
Quem me dera agora
Eu tivesse a viola
Prá cantar, prá cantar
Ponteio!...(4x)
Pontiarrrrrrrr!
Era um, era dois, era cem
Era um dia, era claro
Quase meio
Encerrar meu cantar
Já convém
Prometendo um novo ponteio
Certo dia que sei
Por inteiro
Eu espero não vá demorar
Esse dia estou certo que vem
Digo logo o que vim
Prá buscar
Correndo no meio do mundo
Não deixo a viola de lado
Vou ver o tempo mudado
E um novo lugar prá cantar...
Quem me dera agora
Eu tivesse a viola
Prá cantar
Ponteio!...(4x)
Lá, láia, láia, láia...
Lá, láia, láia, láia...
Lá, láia, láia, láia...
Quem me dera agora
Eu tivesse a viola
Prá cantar
Ponteio!...(4x)
Prá cantar
Pontiaaaaarrr!...(4x)
Quem me dera agora
Eu tivesse a viola
Prá Cantar!
Composição:

Arrastão 1965
Vinicius de Moraes e Edu Lobo
Cantado por Elis Regina
Ê, tem jangada no mar
Ê, hoje tem arrastão
Ê, todo mundo pescar
Chega de sombra, João
Jovi
Olha o arrastão entrando no mar sem fim
Ê, meu irmão, me traz Iemanjá prá mim
Minha Santa Bárbara
Me abençoai
Quero me casar com Janaína
Ê, puxa bem devagar
Ê, ê, ê, já vem vindo o arrastão
Ê, é a rainha do mar
Vem, vem na rede João
Prá mim
Valha-me meu Nosso Senhor do Bonfim
Nunca jamais se viu tanto peixe assim
Composição: Edu Lobo e Vinicius de Moraes ·


Jogo de Roda cantada por Elis Regina no festival de 1967
Edu Lobo / Ruy Guerra
É hora, é hora 
é hora de roda (BIS)
Jogo a vida, jogo a tarde 
jogo a faca e a razão
 
jogo o mundo à sua sorte
 
e a mentira eu jogo ao chão
 
a roda vai rodar
 
eu jogo o meu amor então
 
e se eu puder
 
entro na roda e vou rodar também
Vira a roda, roda o tempo 
nasce um samba em minha mão
 
olha a praia, chama o vento
 
abra os braços e a canção
 
eu sei aonde estou
 
e sei onde é que eu quero ir
 
e quem quiser
 
entre na roda e vá rodar também
 
na roda e vá rodar também
Ah, meu amor o mundo assim não pode ser 
é só tristeza e noite pra se ver
 
sòzinho estou no mundo em que o mal é rei
 
e o meu canto vem fora de lei
 
Ah, meu amor vem pra perto de mim cantar
 
que nessa roda a dôr vai se entregar
 
a minha voz é fraca mas em meu olhar
 
um novo mundo roda sem parar
 
sem parar, sem parar, a rodar
 
a rodar, a rodar, a rodar...
 
e assim
Ganho o Norte 
ganho a vida
 
ganho um samba de cordâo
 
tenho a noite já vencida
 
na palma da minha mão
 
o samba já chegou
 
canta a tristeza até também
 
e o teu amor
 
samba na roda do meu coração
 
na roda do meu coração
 
samba na roda do meu coração
É hora, é hora 
é hora de roda (BIS)
 
de roda
Composição: Edu lobo/Ruy Guerra

Canto Triste FIC 1966
Interprete Elis regina
Porque sempre foste a primavera em minha vida
Volta pra mim,
Desponta novamente no meu canto,
Eu te amo tanto...mais, te quero tanto mais
Há quanto tempo faz, partiste.
Como a primavera que também te viu partir
Sem um adeus sequer
E nada existe mais em minha vida
Como um carinho teu...como um silêncio teu
Lembro um sorriso teu...tão triste
Ah, Lua sem compaixão, sempre a vagar no céu
Onde se esconde a minha bem-amada?
Onde a minha namorada...
Vai e diz a ela as minhas penas e que eu peço
Peço apenas

Que ela lembre as nossas horas de poesia,
 
Das noites de paixão,
E diz-lhe da saudade em que me viste
Que estou sozinho...
Que só existe meu canto triste...
Na solidão
Composição: Edu Lobo / Viní­cius de Moraes · 


 OBS: Mais uma vez peço desculpa por nao conseguir colocar os videos. Que são ótimos!

sábado, 5 de abril de 2014

 

Voce conhece alegria alegria de caetano Veloso?

Como eu estava lendo o livro uma noite em 67 de Renato Terra e Ricardo Calil que sao entrevistas com os artistas que marcaram a era dos festivais perguntei:
A um jovem  de 23 anos se ele conhecia a musica Alegria, alegria de Caetano Veloso?
Ele disse que não se lembrava.Conhecia o artista mas não a musica e nem o livro.
Entao resolvi colocar aqui com algumas  coisas interessantes que o entrevistador disse: E mais a musica de 1968 que gerou um discurso de Caetano de improviso

CAETANO VELOSO  no festival de 1967
 Furioso CAETANO  entrou em cena  em 1967 no festival da TV Record e engatou ALEGRIA ALEGRIA. A medida que a  canção avançava as vaias se transformavam em aplausos.. terminou ovacionado. Consagrado.
Alegria, Alegria


Caminhando contra o vento
Sem lenço e sem documento
No sol de quase dezembro
Eu vou
O sol se reparte em crimes
Espaçonaves, guerrilhas
Em cardinales bonitas
Eu vou
Em caras de presidentes
Em grandes beijos de amor
Em dentes, pernas, bandeiras
Bomba e Brigitte Bardot
O sol nas bancas de revista
Me enche de alegria e preguiça
Quem lê tanta notícia
Eu vou
Por entre fotos e nomes
Os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores vãos
Eu vou
Por que não, por que não
Ela pensa em casamento
E eu nunca mais fui à escola
Sem lenço e sem documento
Eu vou
Eu tomo uma Coca-Cola
Ela pensa em casamento
E uma canção me consola
Eu vou
Por entre fotos e nomes
Sem livros e sem fuzil
Sem fome, sem telefone
No coração do Brasil
Ela nem sabe até pensei
Em cantar na televisão
O sol é tão bonito
Eu vou
Sem lenço, sem documento
Nada no bolso ou nas mãos
Eu quero seguir vivendo, amor
Eu vou
Por que não, por que não
Por que não, por que não
Por que não, por que não
Por que não, por que não



No ano de 1968 Caetano e Gil foram encarcerados e constrangidos publicamente pelos militares. No ano seguinte exilaram se em Londres. Terminava assim a trajetória  de Caetano na era dos festivais.
Imagem que marcou no Festival de 1967: eu estava assentado no chão da platéia com um terno de Guilherme Araujo.e as pessoas começaram a me reconhecer na rua e gostaram de mim.
Hoje o rock e terreno nobre da criação de musica popular no mundo. E eu sempre tive no terreno nobre, sempre tive que fazer um esforço justamente para estar fora. Agora eu entro no terreno nobre para profaná-lo alegremente com a minha mera presença de velho, ultrapassado e não puramente rock e roll, então eu me sinto bem em dialético acordo com aquela pessoa de 1967.


É Proibido Proibir

Caetano Veloso

A mãe da virgem diz que não
E o anúncio da televisão
E estava escrito no portão
E o maestro ergueu o dedo
E além da porta
Há o porteiro, sim...
E eu digo não
E eu digo não ao não
Eu digo: É!
Proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir...
Me dê um beijo meu amor
Eles estão nos esperando
Os automóveis ardem em chamas
Derrubar as prateleiras
As estantes, as estátuas
As vidraças, louças
Livros, sim...
(falado)
Cai no areal na hora adversa que Deus concede aos seus
para o intervalo em que esteja a alma imersa em sonhos
que são Deus.
Que importa o areal, a morte, a desventura, se com Deus
me guardei
É o que me sonhei, que eterno dura e esse que regressarei.
E eu digo sim
E eu digo não ao não
E eu digo: É!
Proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir...
Me dê um beijo meu amor
Eles estão nos esperando
Os automóveis ardem em chamas
Derrubar as prateleiras
As estátuas, as estantes
As vidraças, louças
Livros, sim...
E eu digo sim
E eu digo não ao não
E eu digo: É!
Proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir
É proibido proibir...




No meio da apresentação um hippie  americano berrava sons ininteligíveis. Em protesto parte da platéia virou as costas. O gesto foi repetido pelos mutantes.
Ficou associada a este contexto a canção "É Proibido Proibir", da sua autoria (mesmo compacto que incluía a canção Torno a repetir, de domínio público), que ocasionou um dos muitos episódios antológicos da eliminatória do 3º Festival Internacional da Canção (TV Globo), no Teatro da Universidade Católica (São Paulo, 15 de setembro de 1968). Vestido com roupa de plástico, acompanhado pelas guitarras distorcidas d'Os Mutantes, ele lança de improviso um histórico discurso contra a plateia e o júri. "Vocês não estão entendendo nada!", gritou. A canção foi desclassificada,
Fora de si Caetano respondeu com um discurso corajoso. “ mas é isso que é a juventude que diz que quer tomar o poder? Vocês tem coragem de aplaudir  no ano passado! São a mesma juventude  que vai sempre , sempre, matar  amanha o velhote , inimigo que morreu ontem! Vocês não estão entendendo nada, nada, nada, absolutamente nada. O problema e o seguinte : vocês  estão querendo policiar a musica brasileira . Mas eu e o Gil já abrimos caminho.o que vocês querem? Eu vim aqui para acabar com isto. Eu quero dizer ao júri me desclassifiquem


OBS: eu nao sei colar o video mas poderão ver na internet!
OBS2. Dedico estas musicas aos jovens pra que nao deixem morrer estas belas cançoes que transformaram a sociedade brasileira.
Procurem ouvi las!

domingo, 23 de março de 2014

 

De que brincávamos aos sete meses?



Esta semana curti minha mais nova sobrinha nos seus sete meses de vida.
Tudo é novidade.
E haja novidade!
Passear na rua, morder os brinquedos de diferentes formatos. Olhar e observar !
Cada dia descobrir um detalhe!
Ouvir a voz dos pais !
Ouvir a musica cantada pela mamãe.
Dar risada  com o papai  em ser um avião, do mesmo jeito que vovô Afrânio brincava com os netos.
Curtir o barulho e a cor dos brinquedos!
Que semana GRANDIOSA.
Eu me lembrei dos outros sobrinhos!
Hoje o caçula já iniciando no curso de direito com seus 18 anos..
Mas me lembrei de cada  curtição  dos cinco sobrinhos .
De que também nos encantávamos com cada proeza que faziam, com cada sorriso, com as gargalhadas, com o choro de fome ou de dor, com as cólicas
Com os passeios matinais também.
E que brinquedos havia ?
A Thais preferia o cobertozinho. O Lucas o paninho que tinha que ser escondido dele para lavar. O Afranio o bico . O Tobias  o barulho da rua. E o Raphael ? Me lembro dele passar os dias conosco e de coloca lo pra nadar na piscina  de bebê, que nem tem mais.
E agora em letícia?Qual será seu brinquedo preferido? Acho que será o rabo do Gato.
Mas estamos apenas começando. a ver e a sentir  sua vida de criança , que será bela como foram de seus priminhos!

sexta-feira, 7 de março de 2014

 

Acima de tudo o AMOR por Henrique Prata

Meus amigos!
Se voces querem ajudar o Hospital de Barretos, vejam  a maravilha que é esta INSTITUIÇAO leiam este livro!
Voces verão como a fé e a solidariedade construiram o maior polo de referência nacional na luta contra o cancer.
Dois médicos e um fazendeiro o mesmo sonho- as origens dos ideais que influenciaram os sonhos a pratica profissional e a criação da fundação pio xii pelo medico Dr. Paulo prata remontam a trajetória pessoal  de seu pai Dr. Ranupho Prata nascido em lagarto no interior de Sergipe em 1869.
Embora tenha entrado para a historia como escritor  este Sr foi na essência um medico idealista e apaixonado pelo serviço ao próximo a quem se entregava de  corpo e alma . Dedicava a isso também a sua escrita que reflete a alma do humanista e pensador da enfermidade e do site ma no qual se inseria seu cuidar. Se a profissão influenciou profundamente sua produção literária  foi seu filho único a maior projeção de seus valores. De lagarto interior de Sergipe para Aracaju salvador rio de janeiro ,Santos e Mirassol. De são Paulo para Catanduva para Barretos. Idas e vindas de portas e suas famílias em busca de melhor formação profissional com vista a oferecer o melhor tratamento e medico aos mais necessitados.
O fazendeiro que abraçou a medicina.
Um dia em 1962 um casal de médicos fundou um pequeno hospital na cidade de Barretos com um forte ideal fazer uma atendimento humanizado qualitativo e gratuito para os mais carentes. Depois de observar a dificuldade de inúmeras pacientes com câncer em conseguir tratamento em centros especializados o fundador Dr. Paulo prata transformou o no hospital de câncer de Barretos,.
Em 1989 submetendo com recursos públicos e algumas doações o hospital estava deficitário a ponto de fechar as portas.. um episodio mudou tudo o terceiro filho do casal Henrique prata fazendeiro que nunca cursou medicina ao viver uma experiência de Fe resolveu abraçar a obra de seu pai e servir a deus desse modo.
Enfrentou muitas dificuldades mas conseguiu com a ajuda de empresários fazendeiros artistas e personalidades publicas manter o hospital funcionando. Mas não só; hoje 50 anos após sua fundação com 107 m@ de área fazendo  cerca de cem mil atendimentos gratuitos por ano HCB se transformou  em um dos maiores centros  de excelência do mundo no tratamento e pesquisa de câncer reconhecido e premiado internacionalmente.
O autor narra como venceu barreiras e tornou o impossível encontrado verdadeiros anjos de solidariedade que o ajudam a prosseguir nesse caminho de Fe e amor dedicado ao próximo.

 Sua profunda intimidade com Deus selou esse compromisso de oferecer excelentes cuidados médicos a todos, igualmente ricos ou pobres.



Se mais acertei ou errei meu compromisso é com Deus.


A historia que vou contar é a prova viva de que a Fe move montanhas e que toda obra verdadeira perante Deus é possível dos mesmos milagres descritos na bíblia pois para ELE não existe tempo.

CELEBRIDADES-  A imagem da XUXA tem tudo a ver com o tratamento de câncer infantil. O que eu queria de cada um que nos ajudava era o comprometimento a fidelidade. As coisas foram se avolumando ALMIR Sater SEGUIRAM  Sandy e Junior- Zezé de Camargo e Luciano- Leandro e Leonardo. E outros 

O BOM SAMARITANO-  Se eu não puder priorizar o tratamento dos mais pobres não estarei sendo fiel as minhas convicções nem honesto perante Deus. Essa minha força de trabalho  sempre me deu muita certeza de chegar aonde eu quisesse.


 Fazer por fazer  muitos fazem. Eu preciso fazer  o melhor  com honestidade perante Deus. 
Para se  ter a bênção  de Deus  que tudo torna possível, temos que sonhar  muito alto ,olhar  para o céu e ignorar a distancia  entre o que é possível e o sonho
E importante ressaltar que o amor supera tudo: toda sabedoria e estudo todo o dinheiro.

FAÇAM AS DOAÇOES COMPRANDO ESTE LIVRO.

Eu gostei tanto, pois é uma história que mostra ESPERANÇA de um Brasil mais humano, mais honesto. Um Brasil que fará um nome internacional  na saude do brasileiro pobre ou rico, mas daquele que necessita de saúde. . Como a Fé deste Homem que acredita em Deus e nos santos ganhou vida no hospital ..



quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

 

Uma Viagem inesquecivel !

 Esta semana  usei um meio de transporte que normalmente não utilizo.
Fui para minha cidade de caminhão.
O motorista, jovem e bem casado. Tem uma familia linda!
E quem o proteja nas estradas é  Nossa Senhora.
O terço está aí na nossa frente, nos mostrando o caminho!
O pôr do sol, um espetáculo.!
Colocando na nossa frente a IMAGEM de JESUS CRISTO.

E a certeza de que DEUS existe.

Na estrada caminhões, muitos caminhões .

Na certeza de que  os motoristas são pessoas maravilhosas.

Foi uma viagem que deveria ser curta.Três horas talvez, mas um acidente fez com que o percurso acontecesse em seis horas e meia.

E o jovem, já cansado,  porque tinha saído de casa pela manhã, mas demonstrando tanta habilidade que me deixou comovida até agora . Sempre sorrindo e nos dando atenção!

Eu gostaria de que Nossa Senhora de Lourdes, e também  o padroeiro dos motoristas, nunca  descuidasse destes profissionais.

Eles enfrentam com muita garra  as estradas.
A Rodovia Fernão Dias é uma das melhores. Mas sempre há um acidente fatal como o de ontem.

Por favor peço uma oração, uma jaculatória para os motoristas: sejam eles caminhoneiros ou motoristas de carros pequenos.
Eles necessitam trabalhar para sobreviverem.
Eles necessitam das estradas para viajarem.

Muito obrigada MAGNO.
 Não esquecerei esta viagem!
Nao só porque vi o mundo do alto, vi o pôr do sol e vi uma multidão de caminhões, mas porque vi o trabalho árduo desta profissão.
Muito obrigada!



quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

 

Se todos fossem iguais a você

SE TODOS FOSSEM IGUAIS A VOCE
Eu estava procurando musicas que foram cantadas em 1958, ano do meu nascimento. E encontrei esta música de  Tom e Vinicíus de Morais.
Eu a achei linda!
Se Todos Fossem Iguais A Você


Compositor: (tom Jobim E Vinícius De Moraes)
 Imagem do Divino Pai Eterno em Madri
Monica, colocando o dedo na boca do Homero e Renato .

" Vai tua vida, teu caminho é de paz e amor
A tua vida é uma linda canção de amor

Abre os teus braços e canta a última esperança
A esperança divina de amar em paz

Se todos fossem iguais a você
Que maravilha viver
Uma canção pelo ar
Uma cidade a cantar
Uma mulher a cantar
A sorrir,a cantar, a pedir
A beleza de amar
Como o sol
Como a flor, como a luz
Amar sem mentir, nem sofrer
Existiria verdade
Verdade que ninguém vê
Se todos fossem no mundo
Iguais a você"



È maravilhoso o amor,é maravilhoso a Natureza, é maravilhoso as cidades com suas montanhas e seus mares.
Mas acima de tudo!
E maravilhoso  “se todas as pessoas fossem iguais a você Jesus!
É maravilhoso se todas as pessoas fossem iguais a Nossa Senhora!
È maravilhoso se todas as pessoas fossem iguais ao Espírito Santo!
É maravilhoso senhor se todas as pessoas vivessem suas vidas tendo como modelo os santos!
E maravilhoso se todas as crianças  crescessem com a certeza de que a felicidade estará sempre presente nas suas vidas !
É maravilhosa  a certeza de que temos IRMÃOS de sangue ,verdadeiros AMIGOS para toda a nossa eternidade.
E maravilhosa a certeza de que podemos contar com os amigos e com os irmãos nas horas incertas e nas horas felizes.

Até breve!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

 

Um milhão de amigos? Para Francisco, o embaixador


Eu queria ter um milhão de amigos quando fiz este blog.

Mas ter muitos amigos acarreta muito trabalho!

Só que ganhei de presente vários amigos e amigas especiais.

O Embaixador Francisco de duas ou três coisas  notas pouco diárias de Francisco Seixas da Costa é um deles.

 

Aliás em Portugal todos são especiais.:poetas, escritores, artistas e meu amigo Francisco.

Nesta mesma época, o ano passado, ganhei dele uma postagem que muito me alegrou.

 

Eu gostaria de retribuir!

Mas como? As minha palavras são de uma simples professora primária aposentada.

Mas o meu coração é o mesmo.!

Um coração que deseja que Francisco continue a perseverar no ato de escrever.

Escrever sobre a política portuguesa.

Escrever sobre a cultura portuguesa.

Escrever sempre! Mesmo que eu não esteja por lá para comentar.

Eu gosto de ler!

Leio bastante!

Leio e estou bordando também!

Leio e estou forrando caixinhas também!

Leio e passeio também!

Leio e faço visitas também!.

Leio e trabalho também.!

Estar aqui no blog é muito bom!

Mas não comento tanto quanto no passado!

Termino  com Carlos Drumond de Andrade no livro. “ Contos de aprendiz: “ Meu companheiro”.

“ TAMBÉM GOSTO MAIS DE DESCOBRIR DO QUE APRENDER, E AS VEZES ME SURPRRENDO ALTERANDO A LINHA DE UM GESTO TRADICIONAL POR UM MOVIMENTO PESSOAL   E DESCONCERTANTE”

E para o ano de 2014 tenho uma solução conforme este escritor mineiro de Itabira me  segredou em seu conto “Conversa de velho com criança.

“MEU PAI DIZIA QUE OS AMIGOS SÃO PARA AS OCASIOES.”

Completando. Os amigos sempre são encontrados nas ocasiões especiais de nossa vida.

Este amigo Francisco eu descobri em um mundo onde se atravessa o mar e vai de encontro a terras de mesma língua e de cultura diferente mas irmãos.

Muito obrigada por existires!

Com carinho        

Sua amiga Monica

 

OBS: agradeço a todos por conservarem amigos mesmo que aqui eu não esteja.

OBS: Gostaria de enviar este livro para o SR Francisco. Se puder me enviar  algum endereço para colocar no correio.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Assinar Postagens [Atom]